Dr. Sebastião Ferro responde: Vale a pena beber vinho com gelo? - Vinícola
Acesse nossa loja a x
https://www.google.com

Vinícola |

Dr. Sebastião Ferro responde: Vale a pena beber vinho com gelo?

Dicas
vinho_muralha_sebastiao_ferro

O médico e viticultor Sebastião Ferro não percebe mal nenhum colocar gelo no vinho. Segundo ele, essa combinação vai de acordo com o paladar de cada pessoa. A princípio, a moda de colocar umas pedrinhas de gelo na taça com vinho surgiu na França e se propagou entre os jovens daquele país.

Todavia, alguns consumidores de vinho acreditam que ao colocar gelo a bebida é diluída; sendo assim, suas propriedades poderiam ser prejudicadas. Entretanto, há quem aprecie essa combinação, principalmente nos dias quentes.

Mas, o que o médico e viticultor Sebastião Ferro acha de colocar gelo no vinho?

“Em primeiro lugar, ao colocar gelo no vinho ele pode perder seu aroma e propriedades, pois, quando o gelo derrete e dilui a bebida, o vinho fica mais ralo, o que diminui o aroma e sabor”, comentou Sebastião Ferro.

Dito isso, dr. Sebastião Ferro ainda concorda que não há mal nenhum para quem aprecia, adicionar algumas pedrinhas de gelo ao vinho. Ele ainda acrescenta que se o vinho for mais concentrado, seu aroma será preservado, bem como seu sabor e suas propriedades.

Vinícolas na França se especializaram em vinhos mais concentrados para serem acompanhados com gelo

Pensando nessa combinação, para atender ao público que não abre mão do gelo no vinho, algumas empresas na França decidiram tornar a bebida ainda mais concentrada. Sendo assim, o foco é preservar o aroma, sabor e propriedades do vinho mesmo quando o gelo é adicionado. Mais adiante falaremos sobre esse assunto!

Tendência que nasceu na França

Certamente, o objetivo de alguns franceses era tornar a bebida refrescante, ideal para ser apreciada nos dias quentes. Todavia, eles são bastante exigentes, por isso, é preciso que o vinho seja específico para ser acompanhado com gelo. Por isso, vinícolas francesas passaram a produzir um vinho adequado para ser consumido com gelo.

Por que a moda entre o Público jovem? Dr. Sebastião Ferro responde

Para o viticultor Sebastião Ferro, a atração da combinação gelo e vinho pelo público jovem na França pode estar relacionada à modernidade:

“O jovem gosta de inovar e se mostrar diferente perante os demais, por isso, criou a moda que acabou se espalhando pela Europa”, conclui.

Sendo assim, como o clima brasileiro é predominantemente quente, quem aprecia o bom vinho certamente já deve ter experimentado a combinação.

No Brasil também há a opção de vinho mais concentrado, explica Sebastião Ferro

Um bom exemplo é o vinho Muralha, produzido em pleno cerrado brasileiro pela vinícola Serra das Galés, cuja fábrica está localizada em Paraúna, no interior de Goiás. O vinho Muralha é uma bebida fina, sofisticada e vigorosa. Seu aroma é intenso, não obstante, há o perfeito equilíbrio entre sabores, cheiros e consistência.

O vinho Muralha é envelhecido em barris de carvalho francês e americano. Desta forma, as técnicas de envelhecimento agregam à bebida maior complexidade e aromas. Por se tratar de um vinho concentrado, poderá ser consumido com gelo sem que isso prejudique suas ricas propriedades. Portanto, se você não abre mão dessa dupla, o terroir do cerrado certamente será a opção mais indicada!

Open chat
Fale Conosco

Send this to a friend